Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for the ‘Comida’ Category

Esse post tem duas finalidades: ou você usa nossas super-dicas pra fisgar o futuro marido pelo estômago (sua mãe não te ensinou que essa é a melhor forma que conquistar um homem?) ou você deixa o blog aberto do PC do gato e dá uma dica sutil do que ele pode fazer pra te mimar.

Afinal enfrentar restaurante lotado e com atendimento nem tão bom assim não é a melhor solução pra comemorar o Dia do Namorados. Pra ter uma noite do dia 12 (ou qualquer outra data, comemorativa ou não) perfeita você vai precisar de: uma casa/apartamento só pra vocês, um prato principal (comfort food é primordial nessas horas, gatas), uma sobremesa delícia (esqueça as calorias!) e uma bebidinha que combine com o clima.

Prato principal: macarrão à parisiense

Nada de ficar horas na cozinha, e nem ficar cheirando a alho e cebola, viu? Compre um pacote de macarrão fresco (se não tiver uma casa de massas por perto, várias marcas têm produtos assim em qualquer supermercado) – meio pacote daqueles de 500g já dá pro casal, mas você pode fazer mais, viu? Cozinhe com água (um litro pra cada 100g de massa), um fio de azeite e sal até ficar al dente ou no ponto que você preferir.

O molho é bem fácil. Coloque uma colher de sopa de manteiga numa panela baixa e doure o frango (cerca de duas xícaras de frango cozido desfiado), e junte uma lata de ervilha em conserva sem a água e uma xícara de presunto picado (se você não come carne de porco, como eu – Lilian – pode trocar por presunto de peru). Com o fogo beeem baixo junte meia xícara de leite e uma lata de creme de leite. ATENÇÃO: não deixe o creme de leite ferver, ok?

Com o macarrão cozido e escorrido, misture o molho com a ajuda de dois garfos e sirva com queijo parmesão . Nhamiiii! =P

Pra acompanhar você pode grelhar um medalhão de mignon na frigideira anti-aderente (se duvidar nem precisa de óleo, mas um pouquinho de manteiga dá um toque especial) ou no grill (hoje em dia, quase todo mundo tem um em casa, né?). Tempere os medalhões com sal e pimenta do reino moída e grelhe até dourar e ficar no ponto que você preferir.

Viu? Prato super delícia pronto em 20 minutinhos.

Sobremesa – pavê sensação

Como não poderia deixar de ser, assim como o prato principal que é uma delícia e super fácil de fazer mostrado pela Lilian, eu (Bel) pensei numa sobremesa que eu amo, é absurdamente fácil de fazer e que é quase garantida de agradar, afinal quem não gosta de chocolate e morangos? Pois então, a receitinha esperta é um pavê de chocolate com morangos. Pode ser feito só com chocolate preto, só com branco ou misturando, fica a seu gosto (no meu caso, meu namorado a-m-a chocolate branco, então já sabem, branco it is). As medidas não são absolutas, a quantidade depende muito da fôrma que você quiser, do quão você gosta de chocolate, e por aí vai. Bom, em primeiro lugar, os morangos. Duas caixinhas é o ideal, na minha opinião, é só lavar, tirar as folhinhas e cortar, eu gosto de cortar em fatias porquê o efeito é mais bonito. Se quiser, reserve uns 3 ou 4 morangos grandes pra decorar, dá um toque especial.

Ah, o chocolate…eu sou suspeita pra falar, sou doceira e amo chocolate, então sou suspeita pra falar…mas façamos assim, fixamos a proporção de uma barra ou uma barra e meia de chocolate pra cada lata de creme de leite. Picamos o chocolate, preto e/ou branco, não precisa caprichar muito, só pra facilitar pra derreter. Daí pegamos uma panela, pode ir direto ao fogo (baixo), não precisa ser em banho maria, e colocamos o creme de leite e o chocolate e ir mexendo até o chocolate derreter e formar um creme. Eu geralmente faço duas dessa “medida” de creme, uma de branco e uma de preto. Reservar.

Para a parte da “massa”, usamos bolachas, pode ser maizena, de leite, champagne, a que você preferir, eu geralmente uso maizena pra ficar mais fininha. Melhor comprar uns dois pacotes pra garantir.

Vamos à montagem, girls. Pegue um refratário de vidro, do formato e tamanho que achar melhor, e um prato fundo com leite dentro (se quiser dar um toquezinho “alcoólico”, pode adicionar um licor no leite pra dar um gostinho). A primeira camada é de bolachas, embebendo cada uma no leite antes, pra ficar mais macia. Sobre as bolachas, uma camada (generosa ;D) do creme de chocolate e por cima morangos. Daí de novo bolachas, creme, morangos…e por aí vai, até acabar. A camada final é do creme e os morangos reservados pra decorar, daí é só colocar na geladeira pra “firmar” e voilà, sobremesa gostosa e sem dar muito trabalho, porquê afinal a gente ainda precisa de tempo pra ficar linda pro gato, né? ^^

Bebidinha

Pra acompanhar esse jantar romântico, nada como uma bebida que acompanhe esse clima, certo? Na minha (Bel) modesta opinião, nada diz romance tão bem quanto uma taça de champagne, geladinha e borbulhante. A champagne, ou melhor, os espumantes (porquê champagne são só aqueles produzidos na região homônima da França – Bel também é cultura, ;D) são uma bebida democrática, porquê existem diversos tipos para todos os gostos e bolsos.

As Asti (a mais conhecida é a Fontanafredda) e as moscatéis (diversas marcas nacionais produzem ótimas, como a Terranova, a Salton, etc.) são as mais docinhas e, conseqüentemente, as preferidas entre a maiora das mulheres. Logo após vêm as demi-secs, ainda não muito secas, eu diria que o meio termo perfeito, e por fim as bruts, mais secas e consideradas mais “refinadas”. E ah sim, para aqueles que não bebem, existem os espumantes sem alcóol também! ^^

Para encontrar um espumante bom, não precisa ir muito longe não…a maioria dos mercados possuem ótimas opções de marcas com preços que variam desde em torno de R$15,00 até as mais “chiques”com preços de 3 dígitos. Uma ótima opção são aqueles “kits”que vêm com a garrafa e duas taças, pra complementar o clima e ainda ser um “presente” a mais…nada de oferecer espumante em copo de requeijão, certo gatos e gatas? ;D

Esperamos que vocês gostem desse post escrito com muito carinho a quatro mãos.

Beijos,

Lilian e Bel.

Anúncios

Read Full Post »

Como postei na terça-feira, já escolhi/fechei o meu vestido de noiva. Mas tenho um “problema”: ele tá certinho nas costas/busto/cintura, sabe? E eu quero ajustá-lo um pouquinho. (ou no máximo não engordar um grama né)

Coisas de noiva, eu sei. Mas quero!

Daí que não tenho tempo pra academia. Me resta comer melhor… Decidi começar a Operação Ajusta-Vestido cortando carboidratos depois das 18 horas durante a semana (final de semana é mais difícil, mas mesmo assim quero me controlar). Depois vou trocar o café da manhã pela tal ração humana, que já teve ótimos resultados comigo (só preciso arrumar tempo e ir comprar). Pra completar dia 19 agora tenho consulta com meu endocrinologista, vamos ver se ele me dá uma ajudinha nessa questão ^^

E pra me forçar a comer melhou vou contar com os puxões de orelha das minhas leitoras lindas! Sempre que possível vou postar minha jantinha aqui, assim tento me manter firme, ok? Se não der aqui vai pelo twitter mesmo… Fiquem de olho, e podem me cobrar!

Resolvi começar na terça mesmo. A jantinha foi meio no improviso, abobrinha refogada. Bem susse, né? Com cebola e alho picadinhos, sal e pronto. Rapidinho e delicioso ^^

só não foi muito bom o cheirinho de pizza de provolone que a mãe e a irmã tavam comendo… mas né…

Ontem (quarta-feira) cheguei em casa e mamãe tava fazendo sopinha de carne. Antes de colocar macarrão na sopa, tirei um pouco de caldo e carinhas e misturei com uma colher de aveia (que eu considero mais fibra do que carboidrato).

Já conquistei uma ajudinha no trabalho! A Carol disse que vai me ajudar a controlar a comilança (é, porque tem uma casa de massas ali do lado, que também vende canjica e o melhor-mousse-de-chocolate-do-mundo). =D

E vocês? Vão me ajudar a ajustar o vestido de noiva?

Read Full Post »

Oi meninas!

Eu sempre fui uma menina bem doidinha por comidas gostosas. Meu fraco nunca foi chocolate, doces e coisas assim, e sim salgados. Massas, tortas, pizzas, carnes, huuuuum! Quase dá fome de novo, hehehe!

Daí que nessa correria de entrar 12h30 no estágio eu mal tenho tempo de almoçar… Acabo comendo correndinho e não tenho tempo de curtir direitinho meu almoço. A vontade é chegar todo dia em casa e cozinhar! Hoje o desejo se apoderou de mim (ohohoho, não pensem besteira!) e então vim contar pra vocês do meu jantar de hoje: pasta con tonno

Quer dizer, macarrão com atum! Hehehehe! Super difícil, trabalhoso e demorado pra arquitetar este belo prato na cozinha…NOT! Anota aí, negada!

Juntei um tico de farfalle, atum sólido (sem óleo porque óleo é do mal), molho de tomate (caixinha, filha, que ninguém merece chegar às 20 horas em casa e ir descascar e picar tomate, cebola e etcs), azeite de oliva, pimenta do reino (em pó porque só vou ter um moedor na minha casa nova) e alho (alho, alho, a louca do alho!) E o melhor, sujando apenas UMA panela! (clap clap clap!)

Gentééém, um parênteses pra falar desse alho. É alho frito, picadinho, no potinho. Pra quem ama o gostinho do alho na comida (eu! eu!) mas tem pânico de descascar e picar alho (EU! EU!) ele é a salvação. E tipos, não tem gosto de alho artificial. Gosta de alho no arroz? Tasca nele. Quer salada de couve com alho? Esse é a solução. Picanha na chapa com alho? Opa, estamos aí pra isso! (e não, não estão me pagando pra falar isso. é amor puro, genuíno e gratuito mesmo – mas eu não ligo de receber um carregamento de alho frito em casa, tá, fabricante?)

Voltando à receita…

1. cozinhe o farfalle (ahh, sério que não pode ser cru? sério, seriíssimo) com bastante água, sal e azeite. Deixe do ponto que você quiser! Eu não supoooorto o tal al dente, acho igual a macarrão cru (podem jogar suas escumadeiras em mim agora), então deixo cozinhar bem bem – sem derreter. Escorra essas gravatinhas deliciosas e reserve.
PS: pode ser qualquer macarrão tá? Até miojo resolve (e olha que foi por pouco que ele não foi o eleito para a janta de hoje)

2. azeite de oliva na panela, um pouco de alho. Como ele já tá frito, é só um segundinho na panela pra ele soltar o sabor, viu? Não vá fazer a louca do fogão de fritar até TORRAR o pobre coitado.

3. como se chama o peixe que se jogou de cima do prédio? (perdão, não resisti). coloque o aaaaaa…tum na panela (usei um quarto da latinha) e mexa pra misturar bem. Sim, vai querer grudar na panela principalmente se você resolver parar e tirar uma foto mas não se desespere amélia-amigahn. Vai dar certo.

4. molho de tomate! pomarola-feelings né? Já expliquei ali em cima o meu pequeno problema: fome-preguiça-cansaço. Mexa mexa mexa.

5. eu achei meio seco demais, então pinguei (juro! pinguei meeesmo) um NADA de água quente pra ficar um pouco mais cremoso. Prontinho! (o molho né…)

6. jogue delicadamente adicione o farfalle (ou o miojão, tantufaz) e misture.

7. pimentinha pra dar aquele tchãn – e eu salpiquei mais um pouquinho do alho crocante por cima pra finalizar.

…e pronto! Tava boooom =9

Eu sou do partido que inventar na cozinha é sempre bom. Esse prato saiu assim, põe um pouquinho disso, um pouquinho daquilo… E a gente mesmo vai adivinhando o que fica melhor. Esse aí, por exemplo, ia casar perfeitamente com uma azeitoninha verde picada e uma cebola em meia-lua. =D

Gostaram? Meus dotes culinários foram aprovados? Quem sabe venho falar de comidinhas mais vezes por aqui…

Read Full Post »